Artigo 

Coleta Automática de Resíduos

Tudo teve início em 1959, na cidade de Sollefteå, norte da Suécia, durante o projeto para a construção de um novo hospital. Foi em Sundsvall, em uma das reuniões para definição do novo sistema de aspiração central do novo empreendimento, que surgiu a pergunta: "Se você pode aspirar o pó, porque não aspira também os resíduos de uma forma geral?".

 

Dois anos mais tarde, em 1961, o primeiro sistema de coleta automatizada de resíduos por sucção foi inaugurado. Este foi o início de uma maneira completamente diferente de se realizar a gestão dos resíduos e o início de uma nova companhia sueca de alcance internacional chamada Centralsug, que desde 2002 passou a ser denominada Envac.

 

Atualmente são mais de 1.000 instalações em mais de 24 países ao redor do mundo. Na Suécia, 35% dos resíduos sólidos urbanos são coletados através da tecnologia idealizada pela Envac.

 

São vários os casos de sucesso. Um país que se destaca pelo uso das soluções da Envac é a Espanha onde a tecnologia teve início no final dos anos 80. A primeira instalação iniciou sua operação em 1990, quando da urbanização de Santa Ana (Cartagena), seguido em 1992, pelo projeto de construção da Vila Olímpica de Barcelona.

 

Estão em operação na Espanha, nos dias de hoje, 70 sistemas de coleta automatizados de resíduos por sucção localizados em 34 cidades, incluindo as cinco mais populosas do país: Madrid, Barcelona, Bilbao, Valência e Sevilha. Algumas das cidades nos arredores de Madrid compõem a segunda maior área coberta pelo sistema, após Barcelona. São quase 300.000 residências sendo atendidas atualmente na Espanha ou quase um milhão de usuários, dos quais 60% têm a capacidade de dispor o seu resíduo em sua própria casa, em portões de acesso ou nas entradas privadas dos edifícios. Onde a coleta não pode ser realizada de forma privada, os resíduos são recolhidos em pontos de coletas públicos instalados nas ruas.

 

Os números mostram clara tendência no aumento da utilização da tecnologia, em função da grande melhora que este proporciona na gestão de resíduos urbanos. Cada vez mais, empresas pioneiras responsáveis por novas áreas urbanas e promotores públicos da área da Habitação, comprometidos com a questão da sustentabilidade ambiental, vem apostando na tecnologia como um diferencial que traz um grande valor agregado aos seus empreendimentos e sistemas de gestão.

 

Isto foi claramente observado quando ocorreu a crise imobiliária espanhola no primeiro trimestre de 2009. Neste período a Envac assegurou vários novos projetos no valor de 20 milhões de euros, entre os quais incluíram sistemas importantes como o atendimento de 6.419 residências na área de Lessep/Barcelona – contrato este que complementa o acordo mantido com a cidade de Barcelona assinado em Maio de 2007; Ensanche em Vitória, uma área de uso predominantemente residencial, com área de 813.850 m2, que liga a capital de Alava, com as cidades de Aretxabaleta e Gardélegui. Este novo sistema irá fornecer o serviço a mais 2.210 casas, que serão adicionadas as mais de 45.000 residências servidas pelo sistema de coleta de resíduos por sucção em áreas históricas como Salburúa, Zabalgana e Ibaiondo. Ao final, 62% da população de Alava irão desfrutar do uso da tecnologia Envac para gestão de seus resíduos sólidos.

 

A tecnologia de coleta de resíduos por sucção, apesar de ser uma tecnologia considerada inovadora e atual é uma tecnologia madura com quase 60 anos de evolução e completamente alinhada as modernas tendências urbanas como as “Smart Cities”. Mundialmente a Envac atende mais de 5 milhões de usuários e continuará evoluindo em todos os países em que atua até que uma de suas principais metas seja atingida, que é a de transformar a coleta de resíduos urbana em uma infraestrutura padrão a nível global.

COMO FUNCIONA A COLETA AUTOMATIZADA DE RESÍDUOS POR SUCÇÃO

 

O sistema Envac é baseado num processo transparente, simples e extremamente fácil de se utilizar:

 

  • O usuário pode dispor seus resíduos, 24 horas por dia, nos pontos de coleta internos e externos. Existem pontos de coleta específicos para diferentes frações de resíduos.

  • O resíduo é transportado, por um fluxo de ar, através de uma rede de tubulações subterrâneas, que conectam os pontos de coleta a central de recolhimento.

  • A central de coleta recebe as diferentes frações de resíduos e armazena cada uma em contêineres herméticos dedicados, onde os resíduos irão permanecer até que se complete o seu volume, para posterior envio a sua destinação final.

 

Os sistemas são completamente selados, o que proporciona a eliminação de maus odores, salas destinadas exclusivamente ao armazenamento de resíduos entre outros aspectos relacionados a coleta. A partir da deposição dos resíduos nos pontos de coleta, ninguém terá contato manual ou visual com o resíduo novamente. A tecnologia utiliza a classificação de resíduos na origem através de pontos de coleta específicos para cada fração a ser coletada.

 

O sistema de transporte automático é baseado em uma rede de tubulações onde uma corrente de ar extremamente elevada, criada por um grupo de exaustores, transporta as diferentes frações de resíduos até o ponto final de coleta. As frações coletadas serão armazenadas de forma compacta em contêineres herméticos.

 

Quando o sistema aciona os exaustores instalados na central de coleta, uma condição de vácuo é criada na rede de tubulações do sistema, o que permite o transporte dos resíduos. As válvulas de descarga localizadas sob os pontos de coleta são abertas automaticamente, uma a uma, permitindo que o resíduo possa entrar na rede de tubulações e ser transportado, por ar, até a central de coleta.

Os sacos são transportados por sucção e conduzidos por uma rede de tubulações subterrâneas até a central de coleta de resíduos a uma velocidade entre 60 e 80 km/h.

Os sacos de resíduos são depositados, a qualquer momento do dia, em coletores instalados nas vias e/ou nos edifícios.

Localizada nos arredores da área de coleta dos resíduos, elimina consideravelmente o número de veículos coletores na região. Na central os resíduos são coletados, separados – quando projetado para esta função – e compactados em contêineres estanques, para posterior envio ao seu destino final.

Na central, o ar de transporte é separado do resíduo para ser tratado por um sistema de filtros antes de ser devolvido a atmosfera.

2 - Rede de Transporte Subterrânea

1 - Pontos de Coleta

3 - Central de Coleta

Gráfico 1 - Funcionamento da coleta de resíduos 

ENTENDENDO AS DIFERENTES PARTES DO SISTEMA

 

Pontos de Coleta

 

Os pontos de coleta são os locais onde os usuários podem dispor seus resíduos. Sob cada ponto de coleta está a válvula que realizará o armazenamento temporário do resíduo até o momento de seu transporte a central de coleta. Para determinar o número e as posições de pontos de coleta são considerados os seguintes critérios:

 

  1. Suprir a capacidade necessária para receber e estocar temporariamente todo o volume de resíduo da área servida pelo sistema.

 

  1. Atendimento da legislação local no que se refere aos tipos de frações a serem coletadas.

 

A distância entre os diversos pontos de coleta dentro de edificações precisa ser aceitável e não trazer desconforto.  Cada ponto de coleta possui uma capacidade para estocagem temporária dependendo da especificação do projeto. Os coletores possuem diferentes tamanhos de porta para atender a demanda de cada usuário:

 

  • Para uso doméstico portas circulares de 340 mm de diâmetro;

  • Para uso comercial portas quadradas de 450 mm de lado;

 

Os pontos de coleta, internos ou externos, são automaticamente recolhidos várias vezes ao dia. Um sensor de nível com comunicação direta com a central ordenará a coleta dos diversos pontos que tenham atingido sua capacidade de estocagem. As aparências das portas podem ser discutidas e modificadas conforme um padrão ou demanda específica relacionada ao mobiliário urbano privado ou público. É importante notar que os pontos de coleta podem ser equipados com um sistema de identificação do usuário, permitindo o controle de quem e quantas vezes está acessando, e o volume ou peso de resíduos dispostos, além de outros controles estatísticos. Isto facilita especialmente a gestão dos grandes geradores que podem passar a ser cobrados em função do real volume ou peso de resíduos gerado pelo estabelecimento tornando totalmente transparente a gestão do gerador/pagador.

 

Rede Coletora

 

A rede coletora é feita de aço carbono, com um diâmetro nominal de 500 mm e espessura variável. Os resíduos são transportados a alta velocidade (60-80 km/hora), e, por esta razão, os raios da curvas e suas ramificações precisam respeitar algumas necessidades geométricas.

 

Além da rede coletora de aço carbono também é instalado um tubo condutor para cabos elétricos e uma pequena tubulação para ar comprimido que são necessários para conectar todas as válvulas do sistema pneumático com a central de coleta. Todo o fornecimento de energia elétrica para operar o sistema é gerenciado por esta infraestrutura.

 

 

Central de Coleta

 

Todos os equipamentos necessários para a coleta e estocagem temporária de resíduos, separação ar/sólido, compactação das diferentes frações entre outros, são instalados na central de coleta.

 

A energia elétrica, única energia necessária para operar todo o sistema, é consumida apenas na central, que é responsável pelo envio dos comandos para todos os sistemas – pontos de coleta e suas respectivas válvulas de controle. O ar comprimido necessário para a correta operação de cada ponto de coleta é provido da central a toda a extensão da rede instalada. Existem diferentes tipos de construções básicas:

 

  •  Superfície

  •  Semi Subterrâneas

  •  Subterrâneas

 

A determinação de qual o tipo de construção que melhor atende as necessidades do empreendimento deverá ser verificada pelo empreendedor na fase de projeto básico do sistema

 

COLETA SELETIVA

Gráfico 2 - Funcionamento da Coleta Seletiva de Resíduos 

O sistema permite a coleta de diferentes frações de resíduos diretamente na geração, sejam eles empreendimentos residências, comerciais ou qualquer outro tipo de instalação. Esta coleta é realizada pela mesma infraestrutura de tubos. Graças a um moderno e inteligente sistema de gerenciamento as diferentes frações de resíduos são coletadas uma a uma sequencialmente sem acarretar em contaminação cruzada dos diferentes tipos de resíduos sendo coletados.

 

A grande maioria dos sistemas atualmente instalados ao redor do mundo foi projetada para gerenciar a coleta de duas ou três frações de resíduos, porém este é um conceito muito flexível que permite a modificação e adaptação a novas exigências e mudanças na regulamentação e legislação. O sistema pode a qualquer momento ser ampliado para poder coletar uma nova fração com a mesma infraestrutura de tubulações previamente instalada.

 

 

VANTAGENS OBTIDAS COM A UTILIZAÇÃO DOS SISTEMAS ENVAC

São muitas as vantagens oferecidas por este sistema aos seus usuários. Entre elas destacam-se:

Um Investimento Eficiente - Os sistemas permitem um melhor uso do espaço, um manuseio mais racional dos resíduos além de reduzir os custos operacionais.

 

Melhor Ambiente - Os resíduos são transportados por vias subterrâneas em sistemas herméticos e graças a isso os aspectos estéticos e de higiene das áreas são potencializados.  Problemas com mau cheiro e todos os outros aspectos relacionados com as salas ou contêineres para a coleta de resíduos são evitados.

Disponibilidade 24 horas por dia - Os pontos de disposição são localizados próximos aos usuários, e são coletados automaticamente sempre que necessário. Os sistemas estão disponíveis 24 horas por dia, 365 dias por ano, graças a sua confiabilidade.

 

Mais Espaço Livre - Os sistemas liberam espaços rentáveis, em áreas públicas ou dentro de edificações, que podem ser utilizadas de forma mais criativa e eficiente, como áreas verdes ou áreas para pedestres.

 

Redução de Trânsito Pesado - Utilizando tubulações para transportar os resíduos até a central de coleta, reduzimos o trânsito de caminhões pesados. Com isso reduzimos as emissões e o nível de ruído e aumentamos a segurança e o conforto dos habitantes ou usuários das áreas.

 

Melhor Saúde Ocupacional e Ambiente de Trabalho - A utilização destes sistemas para coleta de resíduos minimiza sensivelmente as condições de exposição dos trabalhadores e aumenta a qualidade do seu local de trabalho. Ninguém entra em contato visual ou manual com os resíduos a não ser no destino final onde ocorrerá o tratamento dos diferentes resíduos.

Cidade Sustentável - Os sistemas de coleta pneumática de resíduos sólidos contribuem para o conceito de sustentabilidade, pois transforma a coleta de resíduos em outro serviço de infraestrutura básica. Proximidade, durabilidade, balanço social, racionalidade e eficiência são conceitos inerentes da tecnologia.

Fábio Colella

Engenheiro Químico

Diretor Geral da Envac

logo do Linkedin

COPYRIGHT© 2018 Todos os Direitos reservados à ABEAA - Associação Bandeirante de Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos.

Horário de

Funcionamento

De segunda-feira a sexta-feira

das 8h30 às 16h30

Sábado e domingo 

Fechada